Henrique Bisneto – Minha vida e suas circunstâncias Este é um blog de reflexão e de exposição. Um pouco de tudo o que penso, que vivo e que gosto.

20jun/180

Dicas de como participar de IPO / IPO da Agibank / Ricardo Brasil

Se o vídeo não reproduzir normalmente, desabilite seu bloqueador de anúncios (adblock). A transmissão começa com o volume no 'mudo', clique no ícone de som para acioná-lo.

SÃO PAULO - Nesta quarta-feira (20), às 12h15, o InfoMoney Entrevista recebeu Ricardo Brasil, que vive da bolsa de valores com uma estratégia própria. Desta vez, o trader que transformou R$ 35 mil em mais de R$ 5 milhões conta como investir em um IPO. A ideia é ajudar investidores a aproveitar aberturas de capital e comentar o IPO do Agibank, cujo início das negociações em bolsa está marcado para a próxima segunda-feira (25).

Há mais de uma década, Ricardo Brasil largou a carreira de publicitário para viver de sua estratégia na bolsa de valores. Em abril e maio, ele fez barulho ao lucrar R$ 280 mil com os IPOs da NotreDame Intermédica (GNDI3 +3,18%), Hapvida (HAPV3 +2,73%) e Banco Inter (BIDI11 +0,59%).

Ricardo aproveita a retomada das aberturas de capital no mercado brasileiro para "flipar": ou seja, entrar em uma ação na data de sua estreia e sair no mesmo dia, independentemente da movimentação do papel. No caso de Ricardo, a estratégia é sair da ação antes mesmo da abertura do mercado - seu lucro é a diferença entre o preço da reserva e o preço da estreia.

No programa, o trader explica para que serve reservar uma posição num IPO, o que são as datas de liquidação, quais impostos são pagos nestas operações, o que é alavancagem, rateio e a própria flipagem, entre outros conceitos.

Ele lembra que normalmente as corretoras de investimentos avisam os investidores da oportunidade de entrar em um IPO com antecedência, e que o processo de reserva costuma durar alguns dias - "não me lembro de nenhum que durou menos de 4 dias", comenta.

Basta, então, o investidor solicitar reserva do valor desejado e aguardar para saber como será o rateio. Às vezes, o investidor não consegue entrar na ação com o valor solicitado por conta da alta demanda - nestas ocasiões, diz-se que o rateio foi menor que 100%.

A partir de então, basta esperar a estreia em bolsa. No caso dos flippers, o dia de início das negociações é também o dia de vender os papéis: eles se aproveitam do provável otimismo com uma ação estreante para tentar lucrar logo de cara. Ricardo especificamente sai de sua posição assim que se iniciam as negociações da ação - não espera acaber o pregão. Vale lembrar que a entrada em um IPO segue os mesmos passos independentemente do tempo que o investidor pretende segurar a ação.

Estratégias

"Flipar" não é a única estratégia do trader (leia mais aqui). Ricardo investe com meta anual de R$ 200 mil em lucro e, surpreendentemente, nem acompanha a bolsa para conseguir seus resultados. Análises fundamentalistas e gráficas passam longe.

Seus ganhos dependem de um robô cujo funcionamento se dá através de um algoritmo criado por ele próprio. A premissa é simples: comprar ações sólidas na mínima do dia contando com a probabilidade de aumento do preço, a partir de dados matemáticos.

Fonte: Trader que lucrou R$ 280 mil em 3 dias ensina como "flipar" em um IPO - InfoMoney
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/onde-investir/acoes/noticia/7482288/trader-que-lucrou-280-mil-dias-ensina-como-flipar-ip

José Henrique Bisneto

facebook twitter


Comentários (0) Trackbacks (0)

Sem comentários


Deixe seu Comentário

Sem trackbacks